Meu pai sempre foi apaixonado pela natureza e pelos bichos. Nascido no interior, em Avaré, ele sempre fez questão que convivêssemos entre os bichos, acompanhávamos ele em seus dias de pesca, ele sabia todas as raças e cantos dos pássaros, andávamos a cavalo, tomávamos leite fresquinho recém ordenhado… Adorávamos ir pra Fazendo em Arandu e passar o dia dando comida pros animais, subindo na mangueira pra chupar manga. Foram dias incríveis! Devo meu amor e respeito a natureza a ele.

Desde que nasci, temos cachorros convivendo dentro de casa. Moramos em apartamento e depois mudamos para uma casa, mas eles estavam sempre presentes. Minha casa parecia um zoológico! Tínhamos cachorro, gato, curiós, canários e meu pai já teve até um sapo de estimação.

Hoje, aos 82 anos, ele mora sozinho em Avaré. Está lúcido e vive rodeado de bichos! E não tenho dúvida que o que o mantém saudável é a doce companhia de suas duas amadas cachorras, 2 SRDs que ele adotou: Tatinha e Preta.

São inúmeros benefícios dessa convivência e elencamos abaixo alguns deles para dividir com vocês, quem sabe inspira alguém a doar um novo pet para seus pais. Dose extra de amor garantido! <3

 

A convivência entre idosos e cães pode ser muito benéfica na última etapa da vida, quando o que mais devemos fazer é cuidar da saúde, já que, devido ao passar dos anos, é natural a debilitação do corpo.

É por isso que ao longo da história uma das preocupações mais importantes da medicina foi a de encontrar formas de proporcionar um estado de saúde ótimo para os idosos.

Seja através do consumo de medicamentos ou pelo exercício de alguns hábitos, o certo é que foi possível desenvolver diversos métodos que tornaram às pessoas em idade avançada mais saudáveis. E conviver com um cão é um deles 🙂

A convivência entre idosos e cães melhora o estado de humor

Como muitos sabem, um dos problemas mais delicados que podem sofrer alguns idosos é a solidão. Em geral, a solidão costuma ter como consequência a sensação de tristeza e, em alguns casos, isso se deriva em fortes estados depressivos.

Quando se vive com um cão, esse tipo de problema geralmente não existe. Pois um dos maiores benefícios que oferecem estes lindos bichinhos de quatro pata, é a capacidade deles de nos ajudar a combater a depressão.

O simples fato de ser responsável pela vida de um cãozinho, de receber sempre muito afeto e de interagir com ele no dia a dia, melhora o estado de humor de uma forma tão eficaz que se combate a depressão.

Além disso, foi possível comprovar que o trato com animais ajuda a desenvolver uma série de hormônios que determinam o estado de humor das pessoas.

A convivência entre idosos e cães melhora o estado mental

Sem dúvidas, este é outro dos maiores benefícios que os cães oferecem. Muitas pessoas em idade avançada costumam sofrer de diversos tipos de enfermidades mentais.

Conforme alguns estudos conseguiram provar, a interação com os animais oferece uma importante melhoria na memória dos idosos. Este fato se transformou em uma das razões principais pelas quais alguns médicos recomendam aos idosos conviver com um cão.

Por que os cães oferecem este maravilhoso benefício? Isso se deve ao fato de que eles representam a melhor arma contra o estresse devido a forma com que eles nos entretêm com suas travessuras caninas e seu carinho.

Também, foi possível comprovar que a perda da memória dos idosos tem uma estreita relação com o alto nível de estresse, por isso eliminar esse problema é fundamental.

A convivência entre idosos e cães melhora a saúde física

Quando se tem uma idade muito avançada, o exercício de baixo impacto costuma ser essencial para se manter o mais saudável possível. Nessa etapa da vida, os problemas físicos tendem a ser recorrentes, daí sua utilidade.

É por essa razão é que muitos médicos consideram o sedentarismo como extremamente perigoso quando se está na velhice, já que o estado de saúde será prejudicado ante a falta de atividade física.

Uma das mais importantes, tanto para o peludo quanto para seus donos, são as caminhadas. Através das caminhadas, não apenas o dono se sentirá mais saudável, mas também o animal. Isso ocorre porque caminhar faz com que o estresse diminua e que a pessoa se sinta mais feliz, o que é muito importante se alguém deseja estar o mais saudável possível.

O mais recomendável é levar um cão para passear pelo menos 3 vezes ao dia, e caminhar entre 15 e 30 minutos a cada sessão de passeio. Essa caminhada oferecerá uma série de importantes benefícios para sua saúde, como a diminuição da pressão arterial e o fortalecimento dos músculos.

Recomendações

Quando uma pessoa em idade avançada deseja ter um cão, é importante que o cão se encaixe nessas características:

  • Que tenha mais de 2 anos, por conta da energia e nível de atividades;
  • Que seja tranquilo e obediente (de preferência castrado)
  • Que não caminhe muito rápido
  • Que seja de raça pequena ou média

E com a chegada do peludo é importante que a família participe da adaptação do novo membro para que ele se adapte ao ambiente e as regras da nova casa. É preciso determinar o local onde vai dormir e comer. E mais importante, que aprenda a fazer suas necessidades no tapete higiênico, para que a manutenção da higiene seja mais fácil e não despenda muito esforço do idoso.

É muito amor envolvido! <3

Até o próximo post…