All for Joomla All for Webmasters

Com a chegada do inverno, assim como nós humanos, os cães também precisam de cuidados especiais nessa época para se protegerem de patologias típicas dessa estação. Há doenças de inverno que podem atingir os cães e é nossa responsabilidade, como donos, tomar cuidado com elas.

De acordo com o Vet Quality Centro Veterinário 24h, são duas doenças principais: a traqueobronquite infecciosa canina e a gripe canina.

A primeira é conhecida popularmente como Tosse dos Canis, essa doença é muito comum entre os cães e sua forma de contágio é rápida. É provocada por vírus ou bactérias e começa com tosse de cachorro simples e garganta inflamada, que não deve ser negligenciada. Se não tratada, pode evoluir para um quadro de pneumonia. E se não tratada a tempo, pode levar a óbito.

Já a gripe canina é parecida com a gripe dos seres humanos, mas só pode ser passada de um cão para o outro. O vírus responsável por essa gripe é o vírus H3N8, descoberto em cavalos há cerca de 40 anos. Porém, em 2004, foi identificada em cachorros, especificamente nos galgos.

Alguns cães podem estar com o vírus e não apresentar nenhum sintoma, mas, ainda assim, podem transmitir a doença. Os principais sintomas são febre, tosse persistente, coriza e espirros.

Os sintomas são bem parecidos com a Tosse dos Canis e, por isso, é comum que as pessoas confundam as doenças. Os sinais e sintomas da gripe canina começam a aparecer cerca de dois a quatro dias depois da exposição ao vírus.

É importante lembrar que, caso seu cão apresente algum desse sintomas das doenças de inverno, não exite em levá-lo a uma clínica veterinária. Este é o profissional mais indicado e o único que poderá cuidar do seu cãozinho corretamente.

Fique atento aos sinais e, se seu cão parecer doente, leve-o ao veterinário o mais rápido possível

Fique atento aos sinais e, se seu cão parecer doente, leve-o ao veterinário o mais rápido possível

Veja alguns cuidados para evitar que seu pet fique doente:

Mantenha as vacinas em dia. Não há melhor forma de proteger o seu pet das doenças de inverno. Inclusive, há vacina para a Tosse dos Canis. Deixe o seu pet sempre bem protegido, independente da época do ano.

Diminua o banho e a tosa. Os pelos dos cachorros funcionam como um proteção natural para que eles não sintam frio, portanto, diminua as tosas durante o inverno. Banhos com muita frequência podem desencadear problemas respiratórios, já que na época mais fria do ano os cachorros ficam mais suscetíveis a contrair doenças de inverno.Uma boa dica é fazer a manutenção do pelo, oleosidade e sujidade com Banho Seco.

Coloque roupinhas confortáveis. Além do pelo, podem ser necessárias algumas peças de roupa para manter o seu cachorro aquecido, principalmente em regiões mais frias do País como sul e sudeste. Faça uma opção funcional e escolha mais pelo conforto do que pela beleza. Prefira peças com as quais o seu cão se sinta livre para brincar e fazer suas necessidades.

Coletes sem mangas, por exemplo, são ótimos para serem usados durante o inverno. Sempre compre um número maior para não incomodar e com fecho de velcro, pois são mais fáceis de colocar e tirar.

Leve-o para passear em horários mais quentes. No verão, os horários da manhã e da noite são os melhores para passear com o seu cachorro, mas, no inverno, é justamente o contrário. Procure horários que sejam um pouco mais quentes e que ainda tenham sol, como às 16h00, por exemplo. E como nessa época eles fazem mais xixi e saem menos, uma boa opção são os tapetes higiênicos, para manter a casa limpa e o cão mais quentinho.

Mantas e cobertas para aquecer onde ele dorme. É preciso prestar atenção no local onde ele costuma dormir. Se dorme em local com piso frio, é bom que ele tenha um abrigo, que pode ser uma casinha, com ventilação minima e mantas e cobertas disponíveis para que se mantenha aquecido. Se dormir dentro de casa, escolha um local com menos corrente de ar e perceba se a caminha onde ele dorme está aquecida o suficiente.

Alimentos calóricos. Durante o inverno, os animais que vivem no quintal comem mais, pois eles precisam de mais energia para se aquecer. É importante perceber se a porção tem sido suficiente para manter a disposição do cão. Por outro lado, os animais que vivem no interior do lar, têm diferentes necessidades dietéticas. Eles conservam energia e por isso, dormem muito mais no inverno. É importante que se dê a quantidade certa de comida. Afinal, você não quer seu animal de estimação acima do peso. Por outro lado, também é muito importante que seu cão tenha sempre água fresca. Mantenha sua tigela com água limpa e sem qualquer tipo de inseto.

Cuidado nunca é demais e estar atento a qualquer mudança pode evitar algo mais grave.

Amor e cobertor nunca é demais!

Tenha uma semana incrível e até o próximo post…..